quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Parada total da ETA Cubatão programada para o dia 03/01

Paralisação faz parte do processo de melhoria continuada nas instalações da estação; previsão é de que o abastecimento seja normalizado ao longo do dia seguinte


A Companhia Águas de Joinville comunica que a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Cubatão tem parada total agendada para o dia 03/01/2013 (quinta-feira). As obras, que vão ocorrer das 7h às 19h, visam à manutenção da infraestrutura do sistema de tratamento de água. As regiões norte, leste e sul de Joinville poderão sofrer desabastecimento; a previsão é que o fornecimento de água seja restabelecido ao longo do dia 04/01 (sexta-feira).

A Companhia Águas de Joinville e a Prefeitura de Joinville agradecem a compreensão e reforçam a importância do consumo consciente e de reservação própria (caixa d’água) em cada residência. A orientação é de que a caixa d’água tenha capacidade para 200 litros por morador – por exemplo, se a casa tem 5 moradores, a caixa tem que ser de 1000 litros.

 

O quê: Parada Total da ETA Cubatão

Quando: 03/01/2013 (quinta-feira) das 7 às 19 horas

Motivo: Substituição da válvula borboleta e respectivo tubo de interligação DN 600 (Bomba 04 – ERAB), troca dos tês de interligação das adutoras (DN 700 e DN 900), troca da válvula borboleta da adutora de água tratada (DN700).
                                   
Informações: 0800 723 0300

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Atendimento ao público durante o recesso de fim de ano

Entre os dias 21/12 a 02/01 – período de recesso nos postos de atendimento, atendimento por email e na sede administrativa –, as emergências e solicitações de serviço poderão ser feitas pelo 0800 723 0300, central que atenderá normalmente, 24 horas todos os dias. O serviço é gratuito.

Serviços que podem ser solicitados pelo 0800 723 0300:
• Informações de fatura
• Reparos de vazamento na rua
• Conserto de ramal e cavalete
• Esclarecimentos em geral

Serviços que podem ser solicitados via site:
- Faturas já pagas
Possibilita a consulta da referência (mês da conta), data de vencimento, data de pagamento, banco, agência e valor das últimas 6 contas pagas.

- Débitos pendentes e 2ª via
Opção que permite consultar todas as contas vencidas e ainda não pagas, e a impressão da segunda via destas contas.

- Faturas a vencer e 2ª via
Opção que permite consultar todas as contas que estão para vencer.

- Leitura do consumo
Consulta que apresenta os detalhes dos 12 últimos consumos.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

6º Natal Solidário: hora da entrega dos presentes

Crianças atendidas pelo CRAS Morro do Meio recebem Papai Noel, além de ensinamentos sobre a importância de se preservar a água



“Foi o melhor presente que eu ganhei na minha vida” – foi o que disse Amanda Martins Cruz, de 10 anos, mostrando o porta-joia lilás e dois ingressos para assistir a um filme no cinema, além de vale-pipoca e vale-refrigerante. “Nunca fui ao cinema, minha mãe nunca pôde me levar”, conta. Empolgada, ela disse que vai assistir ao filme “Amanhecer”.

"Foi o melhor presente que eu ganhei
na vida", disse Amanda ao receber a
oportunidade de ir ao cinema
pela primeira vez
Este foi um dos pedidos de Natal atendidos pelos colaboradores da Águas de Joinville, que adotaram os sonhos de 22 crianças do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Morro do Meio. A entrega dos presentes aconteceu no dia 14/12, feita pelo próprio Papai Noel, incorporado em Valmor da Silva, do setor de educação socioambiental da Companhia.

Antes, as crianças foram presenteadas com o teatro de bonecos “Vicentino no Mistério das Águas”, que ensina sobre a importância de se preservar a água. Elas assistiram atentas à apresentação, e depois conversaram com as agentes socioambientais Barbra Bachtold e Izabel Liberato sobre como evitar o desperdício em casa.

Desde 2006, o setor de Gestão de Pessoas da Companhia promove o Natal Solidário, em que crianças e famílias carentes ganham um Natal mais feliz. Todos os anos uma comunidade diferente é beneficiada com a ação. “Esta parceria com a Águas de Joinville este ano foi ótima, pois nem sempre conseguimos presentes de Natal para dar às crianças”, conta a coordenadora do CRAS Morro do Meio Tereza Marques dos Santos.



Aline e Milena, colegas no CRAS, contam que este
é um Natal especial. "A gente nunca teve um Natal assim"
Aline Renata, de 11 anos, e Milena de Oliveira Prado, de 10, ficaram muito contentes com a manhã que passaram. “A gente nunca teve um Natal assim”, contam.



CRAS Morro do Meio
Crianças e adolescentes de 7 a 14 anos frequentam o CRAS Morro do Meio todos os dias, no contraturno escolar, com atividades artísticas, esportivas e de lazer. “Aqui 25 jovens fazem teatro, pintura em tela, artesanato, esportes e também realizam passeios, visitam museus”, conta Tereza. “O critério para serem admitidas no Centro é que sejam crianças vindas de famílias em estado de vulnerabilidade. Geralmente são indicadas por assistentes sociais”, explica.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Um momento de integração

Em três dias, estudantes do programa Jovem Aprendiz conhecem o novo  ambiente de trabalho


Primeiro emprego. Além de um salto para a carreira profissional, um período de conhecimento e experimentação no mercado de trabalho. Uma fase em que se aprende com acertos e com erros, que sempre devem virar aprendizado.

Inserir jovens no mercado de trabalho para adquirir experiência. É essa a proposta do programa Jovem Aprendiz, programa de profissionalização de adolescentes nas empresas. Este ano, a Companhia Águas de Joinville contratou oito jovens entre 14 a 18 anos. Após 80 horas de aprendizagem no CIEE, entidade responsável pelo programa, agora eles estão aptos a atuar efetivamente na Companhia. Para acolhê-los, houve três dias de integração nesta semana. A integração teve como objetivos principais a familiarização com o trabalho da Companhia e a interação com os próprios colegas.

No dia 10, representantes do CIEE vieram esclarecer as dúvidas dos jovens. Os pais também puderam comparecer à integração que, neste dia, ocorreu no auditório do Centro Administrativo. Informações sobre salário, contrato, documentação, férias e outras questões burocráticas foram passadas aos presentes por Glaucia Carolina Roeder Pires, assistente social do CIEE.  Adriana Delfino, mãe de Natália, uma jovem de 16 anos, aprovou a abertura da integração para os pais. “Tiramos várias dúvidas. Achei ótimo conhecer a empresa, eles explicarem como tudo funciona.” Os estudantes foram distribuídos pelos setores de acordo com seus perfis, traçados durante o processo seletivo. Natália trabalhará no Posto de Atendimento Central. “Era tudo o que ela queria.” A garota justifica: “Sou muito tagarela.”

“Foi um tempo para tirar dúvidas sobre o programa, comuns para jovens que acessam o mercado de trabalho. É importante explicar os detalhes para a família, que alimenta grande expectativa em relação ao primeiro emprego do filho”, aponta Luiz Carlos Uller, coordenador CIEE. Segundo ele, poucas empresas fazem a integração com a família presente. “É um diferencial da Companhia Águas de Joinville estabelecer esse vínculo entre empresa, aprendiz e família. Parabéns pela atitude. Assim se contribui para a formação do futuro trabalhador e cidadão.”

Mais do que aprender
No mesmo dia, Adriana Santos, assistente social da Águas de Joinville, explicou sobre a história e funcionamento da empresa aos aprendizes. “Estaremos sempre acompanhando os jovens por meio de relatórios, registros, conversas ou reuniões em grupos e individuais.”

A contratação dura 24 meses. “A gente quer cumprir além do que a legislação manda, levando a educação socioambiental aos jovens”, informa Adriana Loth, coordenadora de Desenvolvimento Humano e Qualidade de Vida da Águas de Joinville. Uma vez por mês, os aprendizes terão palestras, farão visitas às obras e acompanharão o trabalho dos agentes ambientais. “Eles vão conhecer o que uma empresa de saneamento realmente faz. No primeiro ano eles vão absorver as informações, aprender. No segundo, os aprendizes vão aplicar o conhecimento.” A tarefa prática, no segundo ano, será realizada na comunidade.
Na terça-feira (11), os novos funcionários visitaram a ETA Cubatão, ETE Jarivatuba e Central de Atendimento. Na quarta-feira (12), conheceram mais sobre o trabalho da educação socioambiental e foram apresentados aos setores do Centro Administrativo.

A proposta do Programa Jovem Aprendiz baseia-se na chamada Lei do Aprendiz, que entrou em vigor em 2000. Ela determina que empresas de médio e grande porte contratem jovens entre 14 e 24 anos, para capacitação profissional prática e teórica, cumprindo cotas que variam de 5% a 15% - dependendo do número de funcionários efetivos qualificados que a empresa possui.

A Companhia Águas de Joinville abriu o primeiro processo seletivo, voltado para o programa, este ano. Houve mais de 100 candidatos inscritos. Em agosto, foi realizada uma primeira seleção por meio de uma redação, cujo tema foi “Eu e minha família”. Depois foram escolhidos 32 candidatos que realizaram uma dinâmica de grupo. Destes, foram definidos os finalistas, dos quais oito ficaram com as vagas, selecionados por entrevista. A carga horária será de quatro horas diárias, quatro dias por semana. O salário será de R$ 375,75, mais vale alimentação, vale transporte e seguro de vida.

ÁGUAS DE JOINVILLE ALERTA SOBRE EXCESSO DE CONSUMO DE ÁGUA

Aumento exagerado do consumo e falta de caixa d’água podem comprometer continuidade do abastecimento em algumas regiões

Mesmo com o baixo volume de chuvas nos últimos dias, a produção não foi afetada. De acordo com o gerente de tratamento de água e esgoto da Companhia Águas de Joinville, o engenheiro Cristian Ricardo dos Santos, as vazões médias dos rios se mantiveram dentro do normal. “Mesmo com pouca precipitação, o comportamento dos rios ficou dentro do padrão”, frisou. Juntas, as duas estações de produção de água, no Rio Cubatão e no Rio Piraí, produzem cerca de 1,9 mil litros por segundo (mais de 164 milhões de litros de água por dia).

No entanto, técnicos alertam que o volume de água consumido aumentou bastante. Dados apontam que, em 2011, foram consumidos mais de 29,5 bilhões de litros de água. Neste ano, ainda sem contabilizar dezembro, o consumo já ultrapassou 28,4 bilhões de litros. A característica do consumo de água também está mudando. Conforme a engenheira Clarissa Campos de Sá, gerente de medição e cadastro, mais unidades consumidoras estão gastando mais do que a tarifa mínima. “Além da verticalização, que representa mais pessoas por metro quadrado, o perfil do consumidor de água em Joinville mudou: está gastando mais. É mais gente consumindo muito mais água do que o normal”, avisa.

Para acompanhar o crescimento da demanda, a Companhia Águas de Joinville tem projetos em andamento que contemplam desde a produção, distribuição até a reservação de água. Só nos últimos três anos,  a companhia pôs em operação três novos megarreservatórios. O R-5 no bairro Vila Nova em 2009 (que substituiu um mais antigo, quatro vezes menor);  o R-10 localizado na Rua Tupy em 2010, e o R-8, em 2012, que fica no Morro do Finder, no Bom Retiro. Estas três construções aumentaram em 43% a reservação de água da cidade, que hoje totaliza 53 milhões de litros. A duplicação da capacidade de produção da estação de tratamento de água (ETA) do Cubatão foi iniciada com as obras de construção da estação de tratamento de lodo (ETL). E também continuam as obras da adutora do Piraí, que está na segunda fase de implantação (travessia Vila Nova) e vai melhorar o abastecimento dos bairros da zona sul.

Enquanto as obras estão em curso, o cidadão precisa contribuir com duas atitudes simples: consumo consciente e instalação de caixa d’água condizente com o número de usuários. Além do consumo abusivo em bairros centrais, obras de manutenção podem acarretar a interrupção temporária do fornecimento de água em determinadas regiões. Por isso, a existência de caixa d’água nas casas é muito importante. Em Joinville, quase 40% dos locais com ligações de água não possuem nenhum tipo de reservação própria. Segundo a Lei nº 2.260 de 1988, sancionada pelo então prefeito Wittich Freitag, é obrigatória a instalação de reservatórios de água em residências unifamiliares. Em construções com mais de 10 metros de altura, além da caixa d’água, é obrigatória a instalação de cisterna com motobomba. A caixa d’água, limpa e corretamente dimensionada para o consumo do local, significa garantia na qualidade da água e mais conforto para os moradores.

A capacidade mínima da sua caixa d’água:
O joinvilense segue a média brasileira e gasta cerca de 200 litros de água por dia. São 90 litros a mais do que o recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
Numa casa com cindo moradores, caixa d´água ideal deve ter pelo menos 1000 litros de capacidade.

Dicas legais para economizar água e esbanjar inteligência:

NO BANHEIRO
NA LAVANDERIA
NA COZINHA
NO QUINTAL /JARDIM /CALÇADA
CUIDADO COM OS VAZAMENTOS
•  Não utilize o vaso sanitário como lixeira, jogando papel higiênico, cigarro, etc.  Além de desperdiçar água, pode entupir a tubulação de esgoto.

•  Mantenha a torneira fechada enquanto escova os dentes. Com a torneira aberta, você gasta de 12 a 20 litros de água por minuto. Se deixar pingando, são desperdiçados 46 litros por dia.

•  Não tome banhos demorados. Banhos rápidos (de no máximo 15 minutos) economizam água e energia.

•  Descarga consome muita água.  Não use à toa.

•  Deixe a roupa acumular e lave tudo de uma só vez.

•  No tanque, feche a torneira enquanto ensaboa e esfrega a roupa.

•  Utilize a máquina de lavar somente quando estiver na capacidade total. Uma lavadora de cinco quilos consome 135 litros de  água a cada uso.

•  A água da máquina também pode ser utilizada para lavar pisos e até regar plantas.

•  Tire alimentos do congelador com um dia de antecedência e deixe-os descongelando dentro da geladeira. Deixar alimentos descongelando debaixo da torneira aberta, aumenta o risco de contaminação do produto e desperdiça água e dinheiro.

•  Encha a pia com água e detergente até a metade e coloque a louça. Deixe-a de molho por uns minutos e ensaboe. Repita o processo e enxágue.

•  Limpe bem os restos de comida de pratos e panelas, antes de lavá-los, jogando os restos no lixo.

•   Não use a mangueira para limpar a calçada, e sim uma vassoura.

•  Usar a mangueira como “vassoura” durante 15 minutos pode desperdiçar cerca de 280 litros de água.

•  Não lave o carro com mangueira.  Use balde  e um pano ou esponja.

•  Regue as plantas pela manhã ou à noite, para evitar o desperdício causado pela evaporação.

•  Quando for limpar o aquário, aproveite a água para regar as plantas. Esta água está enriquecida com nitrogênio e fósforo, o que faz muito bem para as plantas.
• Uma torneira gotejando chega a desperdiçar 46 litros de água por dia, o que representa 1.380 litros por mês;

•  Aquele ponto do jardim, próximo de onde passa a tubulação de água e que está sempre meio úmido, com limo ou onde a vegetação é sempre bem viçosa, pode conter um vazamento não visível;

•  Um filete de mais ou menos dois milímetros desperdiça 4.140 litros de água por mês;

•  Um filete de quatro milímetros, 13.260 litros de água por mês;

•  Um furo de dois milímetros no  encanamento, para uma pressão de 15 m de coluna de água, desperdiça, aproximadamente, 3.200 litros por dia.


Se corrigir todos esses maus hábitos no seu dia-a-dia, você utilizará a água com inteligência e pagará apenas o necessário em sua conta.

Aprenda com o Mathias Gota, o mascote da Companhia Águas de Joinville, outras dicas e truques para economizar água: http://www.aguasdejoinville.com.br/universo/mathias.htm .



sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Águas de Joinville alerta para o uso consciente da água

Consumo excessivo, agravado com as altas temperaturas, pode causar desabastecimento em alguns bairros da cidade



Nessa época do ano, com a aproximação das reuniões familiares para o Natal, é comum ver grandes tapetes estendidos nos muros para secar, além de grades, portões e calçadas sendo limpos com lavadoras de alta pressão – a utilização excessiva da água tratada causa grandes transtornos e até desabastecimento em algumas regiões como, por exemplo, na zona sul e nas partes altas da cidade, onde pode não haver água para beber ou preparar comida.

Como todos os anos, a Companhia intensifica as campanhas de conscientização para lembrar a população da importância do consumo racional da água. A campanha inicia semana que vem, mas o trabalho não se limita a essa época; é feito durante todo o ano por meio de educação ambiental com as crianças (Patrulha da Água, Concurso de Teatro Água para Sempre e atividades sobre o Dia da Água) e com abordagens feitas casa a casa.

A Águas de Joinville trabalha de forma incessante para melhorar a infraestrutura do sistema de abastecimento de água. A adutora do Piraí, que está na segunda fase de implantação (Vila Nova), vai trazer qualidade no abastecimento dos bairros da zona sul. As inaugurações dos reservatórios R-10 (em 2010) e R-8 (em 2012) aumentaram em 14 milhões de litros a reservação da cidade, que totaliza hoje 53 milhões de litros.

Porém, a Companhia não pode agir sozinha. Toda a população de Joinville precisa colaborar com o consumo responsável, principalmente nessa época do ano, de forte calor. É bom lembrar que a piscina de plástico de 1000 litros, muito usada nesses dias quentes, é um dos vilões no consumo de água tratada.

Além do consumo abusivo em bairros centrais, obras de manutenção podem acarretar a interrupção temporária do fornecimento de água em determinadas regiões. Por isso, a existência de caixa d’água nas casas é muito importante. Segundo a Lei nº 2.260 de 1988, sancionada pelo então prefeito Wittich Freitag, é obrigatória a instalação de reservatórios de água em residências unifamiliares.

Ainda segundo a lei, as edificações em alvenaria, independente do uso a que se destinem, devem possuir, obrigatoriamente, pelo menos um reservatório d’água próprio. O não cumprimento desta lei implica na não expedição do termo de vistoria da edificação pelo órgão responsável da Prefeitura. Além disso, a caixa d’água deve ser adequada ao número de moradores da casa. A capacidade ideal é de 200 litros por morador – por exemplo, se a casa tem 5 moradores, a caixa tem que ser de 1000 litros.

Mais informações entre em contato com o 0800 723 0300.

Patrulha da Água: conscientização desde a infância


O auditório estava lotado. O alvoroço das crianças era evidente. Empolgadas e inquietas, cochichavam umas com as outras, se ajoelhando nas cadeiras. Era o dia de formatura. Os patrulheiros vestiam a camiseta com uma única missão: conscientizar.

Mais do que educar, é preciso que o conhecimento seja propagado para fora da sala de aula. A conscientização em relação ao meio ambiente e ao uso racional de seus recursos deve ser realizada desde a infância. É esse o objetivo do Projeto Patrulha da Água, que formou novos “patrulheiros” na tarde de ontem (dia 6).

Nesse semestre, as escolas municipais Governador Pedro Ivo Campos e Paul Harris participaram do projeto. Idealizado em 2008, a Patrulha da Água visa capacitar crianças de 9 a 11 anos para disseminar informações e conhecimentos referentes à água, esgoto, consumo consciente, “3R’s”, descarte correto do óleo de cozinha e preservação do meio ambiente na escola e comunidade.


Laura Hinschieng (foto) tem 10 anos e já aprendeu a lição. A estudante da quarta série da Escola Municipal Pedro Ivo Campos mudou a sua postura em casa. Cuidados como tomar banhos mais curtos, fechar a torneira e realizar a separação de lixo foram incorporados à rotina. Sua mãe, Vanessa, confirma: “Ela fica mais no pé da gente em casa. Além de reduzir o tempo no banho, ela mesma está separando o lixo. Já fazíamos a separação, mas agora ela toma a iniciativa de fazer por si mesma”.

“Ficamos sempre muito satisfeitos com o projeto. É importante que as crianças estimulem os pais, cobrem dos adultos, repreendam se estivermos fazendo algo errado e conscientizem os colegas a cuidar da natureza”, frisou Luiz Alberto de Souza, diretor presidente da Águas de Joinville. A cerimônia de formatura também contou com a presença de Eloísa Corrente, supervisora do ensino da Secretaria Municipal de Educação de Joinville; Isolete Saloman, diretora da Escola Municipal Governador Pedro Ivo Campos; Tatiane Arins, professora da Escola Municipal Paul Harris e a supervisora da Escola Municipal Pedro Ivo Campos, Silvana Gomes.

Os patrulheiros, além de receberem o certificado, ganharam um álbum de fotos personalizado com seus nomes e um CD com todas as fotos registradas durante as aulas. Um vídeo sobre o trabalho realizado pela Águas de Joinville também foi passado ao público. Para finalizar a cerimônia, os presentes no auditório foram convidados para assistir a um vídeo com os melhores momentos vivenciados pelos estudantes durante a realização do projeto. Ao final, houve exposição de trabalhos desenvolvidos pelos patrulheiros e um café no refeitório.

O Patrulha da Água é realizado pela Coordenação de Educação Socioambiental através da ação das estagiárias Barbra Bächtold, Vanessa Vieira, Jéssica Amanda de Souza e Jéssica da Graça dos Santos, acompanhadas pela pedagoga Wanessa Magalhães Brondani e sob a coordenação da assistente social Alessandra O. Mendes. Conta com a parceria da Secretaria de Educação do Município de Joinvile e é patrocinado com os recursos da Caixa Econômica Federal pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Águas de Joinville espera conhecer a opinião de seus usuários ainda em 2012

Segundo pesquisa de 2011, cerca de 80% dos entrevistados afirmaram que a
Águas de Joinville atua de forma responsável no aspecto social e ambiental.
Na foto: agentes socioambientais da Águas de Joinville orientam moradores de
conjunto habitacional sobre a importância do descarte correto do óleo de cozinha usado.

A “Pesquisa de Satisfação de Usuários de Água e Esgoto”, referente ao ano de 2012, deve ser divulgada até o próximo dia 20. A coleta de dados foi finalizada em novembro/2012; a pesquisa agora se encontra em fase de tabulação e análise das informações.

O estudo é encomendado todos os anos pela Companhia Águas de Joinville, e tem por objetivo determinar o nível de satisfação da população com relação aos serviços prestados pela empresa. O universo desta pesquisa compreende as 198 mil unidades de consumo residenciais (casas e apartamentos) e econômicas (comércios, indústrias e prédios públicos) existentes na cidade. Foram entrevistadas cerca de 600 pessoas, com amostragem dividida por categoria de consumo e por região (14 áreas de abrangência das secretarias regionais). O número de entrevistados em cada região é proporcional ao seu número de moradores.

Segundo o estudo feito em 2011, 90% dos entrevistados afirmaram ter uma  imagem positiva da Águas de Joinville; 93% afirmaram que confiam na empresa pública e quase 80% sustentaram que a companhia atua de forma responsável no aspecto social e ambiental.

A pesquisa de satisfação é realizada desde 2005, ano em que a companhia foi fundada. As três primeiras pesquisas foram realizadas pela Prefeitura de Joinville. Em 2008, com a estruturação do setor de planejamento, o processo de contratação de uma empresa especializada em pesquisas ficou a cargo da Águas de Joinville, por meio de licitação. Nos três últimos anos, a Painel Instituto de Pesquisas – empresa que possui entre seus clientes a Univille, Ippuj e ArcelorMittal – é quem vem aplicando os questionários, que abrangem perguntas sobre abastecimento de água, regularidade no fornecimento de água, tratamento de esgoto, serviços, imagem da empresa, satisfação do cliente e da sociedade, necessidade de expectativas do cliente e da sociedade e perfil do entrevistado.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Obra na Rua Copacabana vai melhorar o abastecimento na zona sul

A adutora do Piraí vai levar mais água para os bairros Paranaguamirim e Parque Guarani

Em 2010 foi realizada a primeira fase de instalação da subadutora

A Companhia Águas de Joinville está executando uma série de obras para melhoria na área de abastecimento de água. Dentre elas está a implantação de sistemas de adutoras e subadutoras, como a do Piraí, no bairro Vila Nova.

Com a fase de implantação concluída na BR101, sob o binário do Vila Nova, agora a obra avança sobre a Rua Copacabana, no bairro Floresta. Na via está sendo instalada uma subadutora – uma tubulação que vai interligar o R10, reservatório que se encontra no bairro Nova Brasília, ao R11, reservatório do Profipo. O investimento é da ordem de R$ 2,5 milhões.

A obra beneficiará diretamente os bairros da zona sul Paranaguamirim e Parque Guarani que, hoje, são abastecidos quase totalmente pela ETA Cubatão. A água proveniente da ETA Cubatão atravessa toda a cidade: vem de Pirabeiraba, na região norte da cidade, e é distribuída para 70% da cidade: bairros da região norte, oeste, centro e alguns bairros do sul.

Por isso, quando há excesso no consumo de água em bairros centrais, pode ocorrer desabastecimento nos locais chamados “finais de rede”, em determinados horários. Com a instalação da adutora, essa dependência deve acabar. Os bairros Floresta, Santa Catarina e Itinga serão também beneficiados, pois aumentará o volume disponível de água tratada para esses bairros.

A Companhia Águas de Joinville está instalando uma adutora de 700 milímetros, que aumentará a pressão na rede e melhorará o abastecimento da zona Sul. Hoje a vazão é de 500 litros por segundo, que passará para 550 litros por segundo. Com a implantação da nova adutora, haverá melhoria no sistema de abastecimento dos reservatórios R-alfa, R-0 e R-10.


Redução de gastos com energia elétrica é de 80%
A implantação da nova adutora do Piraí, que está orçada em mais de R$ 17 milhões, trará outro benefício, além do aumento da quantidade de água distribuída: é a economia na conta de energia elétrica, pois as adutoras existentes hoje precisam de uma estação de bombeamento para que a água chegue ao destino. Com o novo duto, o mecanismo formado por um conjunto de motobombas será desativado, uma vez que a nova adutora necessitará apenas da gravidade para levar a água do Piraí até os reservatórios.

A subadutora nem terminou de ser instalada e já reduziu o consumo de energia elétrica em praticamente 80%. “A conta era de R$ 90 mil, e agora está em torno de R$ 20 mil. E a previsão é de diminuir ainda mais”, afirma o engenheiro Michel Bitencourt, coordenador de fiscalização de obras da Águas de Joinville.

Para mais informações, entre em contato com a central 0800 723 0300.

VIAS INTERDITADAS: Pe. Antônio Vieira, XV de Novembro e Anita Garibaldi

Durante o final de semana e nos próximos dias, as vias abaixo terão o trânsito interditado para realização de obras de expansão da rede de distribuição de água e de esgotamento sanitário. Em caso de chuva, os trabalhos serão adiados.

Rua XV de Novembro, entre as Ruas Leopoldo Beninca e BR-101,
01 a 20/12 | das 8h30min às 17 horas 

  • Interdição PARCIAL e temporária.
  
Rua Anita Garibaldi (trecho entre as ruas Max Heiden e Independência)
01 a 09/12 | das 7 às 22 horas 
  • Rua Anita Garibaldi - bloqueio total | desvio pela Rua Ottokar Doerffel;
  • Rua Independência com Max Heiden - acesso proibido para caminhões | desvio pela Rua Concórdia;
  • Rua Anita Garibaldi com Rua Independência (Sentido BR-101) - desvio a esquerda;
  • Rua Anita Garibaldi com Rua Max Heiden - desvio a direita;
  • Rua Anita Garibaldi com Rua Rio Grande do Sul - sentido obrigatório a direitsa para caminhões;
  • Rua Gothard Kaesemodel com Rua Henrique Dias - bloqueio total sentido Rua Max Heiden (liberado somente trânsito local);
  • Rua Anita Garibaldi com Rua São Roque - liberado apenas trânsito local.   


Rua Padre Antônio Vieira (prox rotatória do Binário do Iririú)
01, 08, 15(sábados) e 16/12 (domingo) | das 7 às 22 horas
Rua Padre Antônio Vieira com Rua Dona Francisca (rotatória), trânsito bloqueado no sentido Rua Iririú - Beira-Rio.
  • Rua Padre Antônio Vieira acesso bloqueado pela rotatória
  • Desvios: veja imagem abaixo:

    terça-feira, 27 de novembro de 2012

    Ecopontos nos bairros

    Programa Óleo e Água não se Misturam
    
    Esta marca identifica as bombonas
    Saiba quais bairros possuem ecopontos e o local onde as bombonas estão:

    * Se seu bairro não está listado, você pode fazer o descarte colocando a garrafa PET cheia de óleo ao lado do seu lixo reciclável nos dias de coleta seletiva. Para conhecer os roteiros dos caminhões, clique aqui).

    
    
    
    Use garrafas plásticas(PET)
     para guardar o óleo usado
     ADHEMAR GARCIA
    Secretaria Regional do Fátima

    ANITA GARIBALDI
    Secretaria Regional do Centro
    Escola Municipal Anita Garibaldi - Rua Independência, 965

    AVENTUREIRO
    Secretaria Regional do Aventureiro
    Escola Municipal Eladir Skibinski
    Associação de Moradores Castelo Branco
    Escola Estadual João Rocha
    BOA VISTA
    Secretaria Regional do Boa Vista
    Policlínica do Comasa
    Igreja Matriz
    Comunidade Santa Luzia
    
    SOCIESC
    Comunidade Jesus Misericordioso
    Delegacia da Polícia Federal de Joinville


    BOEHMERWALD
    
    
    A gordura vira crostas que entopem
    as tubulações de esgoto
     
    Secretaria Regional do Boehmerwald
    Abrigo Infanto Juvenil

    BUCAREIN
    SESI - Serviço Social da Indústria
    CEI Aquarela
    Colégio Estadual Rui Barbosa

    BOM RETIRO
    UNIVILLE
    Escola Estadual Plácido Olímpio de Oliveira

    CENTRO
    Prefeitura Municipal de Joinville
    Secretaria da Educação
    Companhia Águas de Joinville
    Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville
    Mercado Municipal de Joinville

    
    Use o funil para facilitar o armazenamento
     COMASA
     FUNDAMAS - Escola Textil
     Secretaria Regional do Comasa

     COSTA E SILVA
     Secretaria Regional do Costa e Silva
     Auto Posto Iperville - Rua Guilherme, 1350

     ESPINHEIROS
     Posto de Saúde da Ilha

     FÁTIMA
    Escola Municipal Geraldo Wetzel

    FLORESTA
    Grupo de Idosos - Secr. do Bem Estar Social
    Associação de Moradores São Fco de Assis
    Gidion I

    GLÓRIA
    Companhia Águas de Joinville
    CAT – Pórtico

    IRIRIÚ
    Secretaria Regional do Iririú
    Centro Social Urbano do Iririú
    ITAUM
    Secretaria Regional do Itaum
    FUNDAMAS – CESITA

     

    JARDIM IRIRIÚ
    Escola Estadual Georg Keller


    JARDIM PARAÍSO
    CRAS Jardim Paraíso
    Secretaria Regional Jardim Paraíso - Estrada Timbé, 6990
     
    JARIVATUBA
    Gidion II

    JOÃO COSTA
    Escola Municipal Saul Sant'ana

    NOVA BRASÍLIA
    Secretaria Regional do Nova Brasília

    PARANAGUAMIRIM
     Secretaria Regional Paranaguamirim

    
    São bombonas assim que recolhem
    as garrafas com óleo usado
    PETRÓPOLIS
    Engepasa Ambiental

    PIRABEIRABA
    Secretaria Regional de Pirabeiraba
    CAT - Casa Krüger

    SAGUAÇÚ
    Secretaria de Infra-Estrutra Urbana
    Colégio Machado de Assis

    SANTA CATARINA
    Doca Padaria
    Mercado do Doca





    SANTO ANTÔNIO
    Escola Estadual Giovani Pasquali Faraco - Rua Dona Francisca, 4957
    Posto Souza -Rua Dona Francisca, 4725

    VILA NOVA
    Secretaria Regional do Vila Nova - Rua São Bras, s/n
    Posto de Combustível Piraí - Rua XV de Novembro, 5031 - Vila Nova



                                             Patrocínio
    
    
    

    Clique no link abaixo e conheça o roteiro da coleta seletiva:

    sexta-feira, 23 de novembro de 2012

    Interdição de vias para obras neste fim de semana

    A Rua João Dietrich (entre as ruas Prof Schutzler e Ruy Barbosa) terá o trânsito interditado para realização de obras de esgotamento sanitário. Em caso de chuva, os trabalhos serão adiados.

    24/11/2012 (sábado) | das 7 às 22 horas



    Rua Piratuba ficará interditada totalmente entre as Ruas Iririú e Antônio Haritsh. Os desvios deverão ser feitos pelas Ruas Brasil e Inconfidentes, conforme mapa.

    24/11 (sábado) – das 14h às 22h
    25/11 (domingo) – das 7h às 22h
             

    quinta-feira, 22 de novembro de 2012

    Companhia Águas de Joinville busca, em Brasília, recursos para obras de saneamento

    Reunião com técnicos do Ministério das Cidades foi nesta segunda (19/11)
    
    Projeto de construção da nova ETE Jarivatuba,
    orçada em R$ 48,6 milhões: recurso pleiteado em Brasília

    O diretor de Expansão e Novos Negócios da Águas de Joinville, Alberto Jorge Francisco, o engenheiro Felipe Vieira de Luca, gerente de Projetos de engenharia e Gestão ambiental, juntamente com o secretário Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão Adelir Stolf, estiveram em Brasília com o objetivo de pleitear recursos para três projetos na área de saneamento básico: a nova ETE Jarivatuba, a implantação de rede de esgoto na zona sul e a ampliação da ETA Cubatão. As três obras somam mais de R$ 150 milhões.

    Foram feitas duas reuniões para apresentar os dados dos projetos e informar a situação da documentação necessária a técnicos da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental (SNSA), vinculada ao Ministério das Cidades. Os projetos foram inscritos para obtenção de verba, a fundo perdido, do Orçamento Geral da União (OGU). O resultado será divulgado dia 15/12. “Eles demonstraram satisfação com o que apresentamos”, afirmou o diretor Alberto Jorge Francisco.

    Para a construção da nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Jarivatuba foram pleiteados R$ 48,6 milhões. A estação, uma vez em funcionamento, permitirá desativar a atual ETE, que opera com sistema de lagoas de estabilização. “O sistema da nova ETE será mais moderno, sem emissão de odores para a comunidade que vive no entorno. A capacidade de tratamento será ampliada, de 200 litros por segundo para 600 litros por segundo”, informou o engenheiro Felipe de Luca. A obra beneficiará 195 mil pessoas que moram em 18 bairros da área central e zona sul de Joinville.

    Já a ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) Cubatão – cuja primeira fase está sendo concluída com a construção de uma Estação de Tratamento de Lodo (ETL), com recursos próprios – foi orçada em R$ 24,4 milhões e vai atingir 390 mil pessoas. Com o crescimento na demanda de água, devido ao aumento populacional, é necessário dobrar a capacidade de tratamento da estação com a aquisição de mais uma bateria de 14 filtros e um conjunto de floco-decantador (equipamento que aglutina partículas suspensas na água e que, depois, vão ao fundo pela ação da gravidade). Com a ampliação da ETA, a demanda atual do município será suprida e ainda vai garantir folga para os próximos 20 anos.

    Vinte mil famílias serão beneficiadas com a implantação da rede de esgotamento sanitário da zona sul, nas bacias 8.1 e 9 – regiões com grande concentração demográfica onde estão os bairros Guanabara, Fátima, Jarivatuba, Itaum, Petrópolis, João Costa, Parque Guarani, Boehmerwald, Itinga e Santa Catarina. Com a obra implantada, a cobertura de coleta de esgoto no município aumenta em 10%. Serão cerca de 200km de rede, com orçamento de R$ 78,2 milhões.  “Com esse recurso vamos avançar mais rapidamente com as obras, tendo sempre como objetivo a universalização da cobertura de esgotamento sanitário em Joinville”, define Felipe de Luca.